Meu amor me abraça na hora de dormir. E sorri na hora de acordar. Meu amor conversa dormindo e nem lembra. Meu amor sabe que tenho um lado birrento. E às vezes faz birra também. Meu amor deixa o restinho de café na xícara e acha graça da quantidade de guardanapo que gasto. Meu amor gosta de comida bem quente e vinho bem gelado. Meu amor rói as unhas e faz cara de criança quando digo pra ele tirar a mão da boca. Meu amor divide a vida comigo. E essa é a melhor coisa que existe.
Clarissa Corrêa.
Um dia a gente toma jeito, se beija, e descobre o cheiro do rosto, a força do hálito e o tom dos nossos olhos, assim bem de perto. Isso eu já planejei mil vezes e estou esperando o momento certo, assustadoramente perdido no caminho errado. Sei que se me puxar pra dançar, vai fazer calor em mim, o vento pode virar e é capaz de chover. Sei também que darei um jeito de ter uma das minhas crises de vinte e cinco espirros consecutivos. Porque, você sabe, sou patético e não sei lidar. Mas não adianta, festa começa, festa termina, você sempre dá um jeito de partir sem mim e o meu coração em dois. E sozinho, mais uma vez, eu vou pra casa te amando em dobro.
Gabito Nunes.   
Um dia a gente toma jeito, se beija, e descobre o cheiro do rosto, a força do hálito e o tom dos nossos olhos, assim bem de perto. Isso eu já planejei mil vezes e estou esperando o momento certo, assustadoramente perdido no caminho errado. Sei que se me puxar pra dançar, vai fazer calor em mim, o vento pode virar e é capaz de chover. Sei também que darei um jeito de ter uma das minhas crises de vinte e cinco espirros consecutivos. Porque, você sabe, sou patético e não sei lidar. Mas não adianta, festa começa, festa termina, você sempre dá um jeito de partir sem mim e o meu coração em dois. E sozinho, mais uma vez, eu vou pra casa te amando em dobro.
Gabito Nunes.  
Aguente firme, querida, é um mundo muito louco.
Velho Bukowski.  
É Nicholas. Aconteceu. Você se cansou desse meu jeito estranho e grosseiro. Desistiu, de vez. Engraçado é que você nem insistiu muito. Eu achei que você ia insistir até conseguir, assim como eu sempre fazia com você. Achei que, pelo menos dessa vez, você poderia descobrir algo bom em mim. Mas não Nicholas. Você sempre desiste de nós, não sei por que achei que dessa vez seria diferente. Sempre sou eu que toma as iniciativas, as atitudes, que resolve tudo que precisa ser resolvido. E você aí, como se eu não existisse e como se eu não fizesse falta alguma se eu não estivesse perto de ti. Será que não dá pra tu reconhecer que eu sempre faço tudo pela gente, e que dessa vez você poderia fazer algo também? Será que por apenas algum momento, tu pode parar pra pensar que um dia eu vou cansar de ser idiota e vou parar de insistir nessa história maluca que a gente tem? Em Nicholas. Custa alguma coisa botar tua cabeça pra funcionar e pensar nessas coisas? Pode ser que leve mais tempo pra eu desistir do que você, mas vai acontecer. É bom você começar a pensar nisso. Eu tentava ser a pessoa perfeita pra você, mesmo com esse meu jeito, eu sempre tentei te fazer feliz. Quando nós brigávamos, eu admitia o erro e pedia desculpa, mesmo que a culpada não fosse eu. Você ficava estranho comigo de uma hora pra outra, mas eu fingia não ligar pra não dar briga. Eu sempre te falei “ei Nicholas, eu sempre estarei aqui de braços abertos pra você”. Sempre gostei de você e nunca escondi isso. Mas cara, vê se não pisa mais na bola, vê se não erra mais comigo. Se um dia você perceber que eu era a pessoa que mais te amou e fez tudo pra te ver bem, talvez eu não esteja mais aqui. Talvez eu tenha cansado de ser idiota, a trouxa que fazia tudo por você, e que você nunca deu valor. Eu sempre insistia na gente, mesmo quando tudo estava prestes a explodir, eu continuava ali, do seu lado, insistindo na gente… Mas você Nicholas, você não foi capaz de fazer o mesmo por mim agora. Aliás, nunca foi né? Sempre eu que tomei as atitudes em primeiro lugar e se dependesse de você, nada aconteceria. Mas agora eu cansei! Vou fazer diferente, vamos ver se você é capaz de fazer alguma coisa por nós. Não vou mover mais montanhas por nós, não vou mover nem uma folha a mais por nós. Agora é assim, se você realmente quiser que tudo entre nós dê certo, demonstre! Haja! Mas anda logo, se demorar muito para levantar e agir eu vou fazer como você sempre fez. Agir com indiferença e simplesmente não me importar mais com nós. Não posso carregar nossos problemas nas costas sozinhas, não posso correr atrás de você todas as vezes que nós brigamos, não posso me importar sozinha e nem deixar que o nosso fim não aconteça sozinha. Preciso de ajuda, da sua ajuda. Se quiser que realmente a gente dê certo é bom começar a se mexer e fazer com que eu tenha algum bom motivo para continuar com você. Algum motivo para levar a diante nosso relacionamento. Algum motivo, uma demonstração de que você ainda me ama, apenas.
 Meus lamentos sobre Nicholas. 
Anonymous: Poetario

Ja sigo <3

trechear: trechear rsss

Olharei o seu tumblr <3 

Acho que estou andando pra frente. Ontem ri tanto no jantar, tanto que quase fui feliz de novo. Ouvi uma história muito engraçada sobre uma diretora de criação maluca que fez os funcionários irem trabalhar de pijama. Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo (…) Quase consigo me animar com essa história, mas me animar ou gostar de alguém me lembra você. E fico triste novamente. Eu achei que quando passasse o tempo, eu achei que quando eu finalmente te visse tão livre, tão forte e tão indiferente, eu achei que quando eu sentisse o fim, eu achei que passaria. Não passa nunca, mas quase passa todos os dias.
Tati Bernardi.
Mas eu amo, é o que importa. Amo demais. Sem discursos, sem frase de efeito, sem irresponsabilidades. Eu sei porque se não fosse tão forte eu não ficaria sem palavras.
Gabito Nunes.  
Durma comigo. Eu não me importaria se você estivesse usando três camadas de roupas ou nada, eu só quero te sentir ali perto de mim, sua respiração junto a minha. Você pertence a minha cama e ela fica incompleta sem você nela.
Durma comigo. E quando juntarmos nossos corpos o mais junto possível no desejo de sermos um, algo sublime acontece, o paraíso esta ali eu sei, com seus dedos perdidos nos meus cabelos, seus lábios no meu pescoço, minhas pernas embaralhas com as suas.
Durma comigo. Podemos fazer qualquer coisa, falar sobre qualquer coisa, ou simplesmente não falamos nada somente seguramos um ao outro, até nossas respirações ficarem pesadas com o sono… Pois mesmo no silêncio tudo fica completo ao seu lado.
Fernanda Marques. 
Ficar sem você um segundo me inquieta, mas com apenas um abraço me desmonta. Não sei qual é o efeito que você tem sobre mim, mas seja lá qual for, apenas continue.
Meu pequeno infinito
Se não eu quem vai fazer você feliz ?
Zeca Baleiro. 
Gostaria de poder abraçar-te até morrermos os dois. Não importa o que sofresses. Não me preocupo com os seus sofrimentos! Por que não hás de sofrer, se eu sofro tanto! Será que vais me esquecer? E ficarás muito contente quando eu estiver debaixo da terra? E, daqui a vinte anos, dirá junto a minha sepultura: Aqui jaz Catherine Earnshaw. Amei-a há muitos anos e perdê-la dilacerou-me o coração; mas tudo isso são coisas do passado. Depois dela, já amei outras mulheres…os meus filhos são mais caros para mim do que ela foi, e, quando morrer, não me sentirei feliz por ir para junto dela; muito pelo contrário, vou me lamentar por abandonar os meus filhos.
O Morro dos Ventos Uivantes .
bromecer: O meu <3 heuheue'

Ja sigo o seu heuheu <3